05/11/2016 às 20h00min - Atualizada em 05/11/2016 às 20h00min

Acusado de comandar esquema corrupção, Silval será reinterrogado na quarta (09)

Lucione Nazareth
VG Notícias
VG Notícias

O ex-governador Silval Barbosa (PMDB) deve prestar na próxima quarta-feira (09.11) um reeinterrogatório a juíza da Sétima Vara Criminal de Cuiabá, Selma Rosane Santos Arruda, para se defender das acusações do ex-secretário de Estado, Pedro Nadaf, que o apontou como chefe de um esquema criminoso que desviou milhões dos cofres públicos do Estado.

O novo interrogatório será realizado ás 09 horas da manhã, a pedido da defesa de Silval, devido o depoimento de Nadaf na ação penal originária da Operação Sodoma. No depoimento, o ex-secretário admitiu ter participado de um suposto esquema criminoso na gestão do peemedebista e cobrado propina de empresários, além de desviar milhões dos cofres públicos.

Ainda no depoimento, ele acabou afirmando que Silval Barbosa, o ex-chefe de gabinete Sílvio Cézar Corrêa, o ex-secretário de Fazenda, Marcel de Cursi, e outras pessoas, teriam participado do esquema, e que Silval seria o chefe da suposta organização criminosa.

Na ação penal, Silval é acusado de chefiar a organização criminosa que cobrava propina de empresários que mantinham contratos com o Estado, e também pratica extorsão contra as vítimas.

Sobre as acusações, o ex-governador diz ser inocente em que não fez parte de nenhum esquema de corrupção no período em que comandou o Estado.

Ele foi preso no dia 17 de setembro de 2015, e desde então já ingressou com vários pedidos de habeas corpus junto ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Supremo Tribunal de Justiça, e até ao Supremo Tribunal Federal, mas apesar de conseguir algumas decisões favoráveis, continua preso no Centro de Custódia de Cuiabá.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »