09/11/2016 às 05h33min - Atualizada em 09/11/2016 às 05h33min

Vasco só empata com Luverdense e vê acesso ameaçado

Gazeta Press
O Vasco de Nenê voltou a decepcionar a sua torcida em São Januário (Foto: Paulo Fernandes/CRVG)

O drama do Vasco na Série B segue por mais uma rodada. Nesta terça-feira, os cruz-maltinos ficaram no empate por 1 a 1 com o Luverdense e viram a distância para quinto colocado diminuir. Com o resultado, os cariocas chegaram a 59 pontos, em terceiro, mas estão somente dois a frente do Náutico.

No primeiro tempo, o Vasco aproveitou melhor as chances criada para ir para o intervalo com a vantagem após gol de Thalles. No entanto, o Luverdense chegou ao empate no início do segundo tempo, com Alfredo.

Pela próxima rodada, o Vasco terá pela frente o Bragantino, que briga contra o rebaixamento, no sábado, em Bragança Paulista. No mesmo dia, o Luverdense vai receber o Bahia, em Lucas do Rio Verde.

O jogo – O Luverdense não se intimidou por estar em São Januário e teve a primeira boa chance logo aos quatro minutos. Ricardo arriscou de fora da área e viu Jordi espalmar para longe. O Vasco sofria para conseguir avançar, mas quando quando o fez quase abriu o placar aos dez minutos. Após cruzamento de Julio Cesar, Thalles subiu mais que a zaga e cabeceou para defesa em cima da linha de Diogo Silva.

O confronto permanecia equilibrado e os visitantes assustaram novamente aos 18 minutos. Após falta cobrada na área, Everton se antecipou e cabeceou cruzado, mas a bola foi pela linha de fundo. A resposta cruz-maltina veio em grande estilo dois minutos depois. Nenê deu belo passe para Thalles na área. O atacante dominou e tocou no canto, sem chance para Diogo Silva.

Após o gol, o Vasco se tranquilizou e diminuiu o ritmo, mas viu o Luverdense permanecer com a vocação ofensiva. Aos 29 minutos, Sérgio Mota tentou de longe e mais uma vez obrigou Jordi a espalmar para longe do perigo. A resposta dos donos da casa veio somente aos 38. Nenê achou Thalles novamente na área, mas desta vez o atacante chutou e facilitou a defesa de Diogo Silva. Nos minutos finais, o panorama seguiu o mesmo e os vascaínos foram para o intervalo a frente no placar.

No segundo tempo, o Vasco até começou melhor e tentou aumentar a vantagem no início, mas viu o Luverdense empatar aos seis minutos. Após escanteio, Everton cabeceou, Jordi fez a defesa, mas deu rebote. Alfredo estava atento e se jogou para cabecear para a rede.

O revés fez o Vasco partir para cima em busca do gol, mas a equipe carioca sofria com o nervosismo e pouco criava no setor ofensivo. O Luverdense aproveitava os erros dos donos da casa para tentar a virada nos contra-ataques. Os vascaínos só chegaram com perigo aos 27 minutos. Em boa troca de passes, Nenê ajeitou para Julio Cesar. O lateral esquerdo chutou cruzado, mas parou em Diogo Silva.

Na parte final, os donos da casa viram o Luverdense ter mais posse de bola. No entanto, os visitantes pecavam perto da área. O Vasco abusava dos erros e não chegava ao ataque. Somente aos 41 minutos, o Vasco teve a chance de marcar com Luan. O zagueiro aproveitou escanteio, dominou a bola tocou no canto, mas a zaga salvou em cima da linha.

Antes do fim, o Vasco ainda desperdiçou mais uma grande chance. Assim, os cariocas tiveram que se contentar com o empate e saíram de campo vaiados pela torcida presente em São Januário.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 1 LUVERDENSE

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 8 de novembro de 2016 (Terça-feira)
Horário: 21h30(de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)

Renda: R$ 64.745,00
Público: 2.555 pagantes

Cartões amarelos: Rodrigo, Julio Cesar, Nenê e Yago Pikachu (Vasco); Diogo Silva e Ricardo (Luverdense)
GOLS
VASCO: Thalles, aos 20min do primeiro tempo
LUVERDENSE: Alfredo, aos 6min do segundo tempo

VASCO: Jordi, Yago Pikachu, Luan, Rodrigo e Julio Cesar (Allan); William (Junior Dutra), Bruno Gallo, Andrezinho e Nenê; Thalles e Éderson (Jorge Henrique).
Técnico: Jorginho

LUVERDENSE: Diogo Silva, Raul Prata, Everton, Gabriel Valongo e Paulinho; Jean Patrick (Diogo Sodré), Ricardo (Moacir), Rafael Silva (Raphael Macena) e Sérgio Mota; Douglas Baggio e Alfredo.
Técnico: Júnior Rocha


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »