11/11/2016 às 06h46min - Atualizada em 11/11/2016 às 06h46min

Em dia de chuva e 'novo' alagamento na UFMT, Wilson promete melhorias para região

Olhar Direto
A forte chuva que atingiu Cuiabá no final de tarde desta quinta-feira (10) alagou novamente os trechos próximos ao viaduto da UFMT, na Avenida Fernando Corrêa da Costa, exigindo paciência e perícia dos motoristas. O novo secretário de Cidades de Mato Grosso, Wilson Santos, confirmado como gestor da pasta nesta data, aproveitou a oportunidade para prometer melhorias no local. A obra do viaduto é alvo de investigação pelo Ministério Público Federal (MPF).

Na capital, a situação se repete a cada precipitação, exigindo dos motoristas, além de paciência, habilidade para trafegar evitando acidentes e falhas mecânicas. A chuva também causou estragos em outros pontos da cidade, como na região central.

Para minizar os problemas, no fim do ano passado, a Universidade Federal a Secretaria de Cidades assinou um convênio de R$ 616.410,62 com a UFMT para a elaboração de projetos que irão minimizar os impactos causados pela deficiência de drenagem na região da avenida Fernando Corrêa da Costa, próximo ao Córrego do Barbado, mas o problema ainda persiste.
 
Wilson Santos afirmou que marcará uma reunião com a UFMT para ajustar medidas futuras. A previsão do tempo sinaliza chuva até o domingo, em Cuiabá.

O alagamento  

De acordo com levantamento realizado por técnicos da UFMT, atualmente o lançamento das águas no córrego acontece por meio de dois tubos de 1.000 milímetros. Dessa forma, o escoamento não ocorre de forma eficiente, fazendo com que o vasão da água seja de apenas 5,3 metros cúbicos por segundo. Com a execução do projeto, os tubos serão substituídos por um bueiro celular com dimensões de 3 metros por 1,5 metro, aumentando a capacidade de escoamento em 30 metros cúbicos por segundo. Outra ação a ser executada é a limpeza dos bueiros existentes no local.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »